Conversely, injection forms, though being painful and needing help of medical personnel for application, help to quickly achieve necessary concentration of preparation in blood doxycycline online Antibiotic is usually chosen in an empiric way (at random). But when choosing one is obligatory guided by definite rules.

(microsoft word - 4a_retifica\347\343o_ edital 01_2010_final.doc)

Edital de Abertura de Concurso Público nº 01/2012
4ª Retificação – Concurso Público - Edital nº 01/2012

A Prefeitura Municipal de Viçosa - MG
no uso de suas atribuições legais torna público a 3ª
retificação do Concurso Público nº 01/2012, que objetiva alterar os seguintes itens:
Onde se lê:


AUXILIAR DE CRECHE


LÍNGUA PORTUGUESA PARA TODOS OS CARGOS: Leitura e interpretação de texto. Noções gerais de gramática. Fonologia – ortografia –
acentuação gráfica – estrutura e formação de palavras – verbos: tempo, modo, emprego – substantivos: classificação e emprego – flexão de
gênero, número e grau, formação e análise – artigo – adjetivo: conceito, classificação correspondência e locuções adjetivas, flexões –
advérbios: classificação, flexão, grau – Pronomes: conceito, classificação – estudo dos numerais – preposição – conjunções – interjeições –
Sintaxe: frase, oração, período – pontuação - tipos de frases – complementos verbais e nominais – vozes verbais – orações subordinadas –
orações coordenadas – concordância verbal e nominal – regência verbal e nominal – Problemas gerais da língua culta: grafia de palavras e
expressões – crase – Derivação prefixal e sufixal - Recursos fonológicos, morfológicos, sintáticos, semânticos.

1. CUNHA, Celso. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 2. KLEIMAN, Ângela. Texto e Leitor: Aspectos cognitivos da leitura. 3. NETO, Pasquale Cipro & INFANTE, Ulisses. Gramática da Língua Portuguesa. 5. Gramática em 44 lições - Francisco Platão Saviol i. 6. Entre outras gramáticas reconhecidas da Língua Portuguesa
A Reis e Reis Auditores Associados informa que as matérias da prova de Português não

abordarão as mudanças propostas pelo Novo Acordo Ortográfico, visto que a
obrigatoriedade de sua vigência será somente a partir de 2013 conforme Decreto 6583/2008.

Decreto 6583/2008
Art. 2o Parágrafo único. A implementação do Acordo obedecerá ao período de
transição de 1o de janeiro de 2009 a 31 de dezembro de 2012, durante o qual coexistirão a norma
ortográfica atualmente em vigor e a nova norma estabelecida.


CONHECIMENTOS DIDÁTICOS PEDAGÓGICOS:
Legislação Educacional. Referencial Curriculares Nacionais para a educação
infantil. Prática Pedagógica: o professor em relação a si mesmo e o seu papel docente; o professor em relação ao aluno; o professor
em relação sociedade e a escola; o professor como intelectual reflexivo e transformador. Competências e habilidades na ação docente. Competências para ensinar e para aprender. Habilidades didáticas para ação docente. Educação e Inclusão. Currículo escolar – formação do humano. Currículo por competência. Linguagem na escola. Alfabetização e letramento. Alfabetização Matemática. Autonomia cognitiva e moral. A relação professor/aluno. Aprendizagem colaborativa baseada em projetos. Avaliação da Aprendizagem. Gestão democrática. Aprendizagem e desenvolvimento humano; O direito à educação e a função social da escola pública contemporânea; Legislação educacional e políticas educacionais; O projeto político pedagógico; Mídia e educação; Avaliação educacional; Currículo e a Educação das relações étnico-raciais; Fundamentos e princípios da Educação Inclusiva; Educação ambiental; Concepções pedagógicas no Brasil; Currículo, conhecimento e cultura; LEI 9394/96; Lei 8069/90.
Indicações Bibliográficas:
1. Brasil, MEC, A Nova LDB 9394/96 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.
2. Brasil. MEC. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, volumes 1,2 e 3.
3. MORIN, E, Os sete saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez: Brasília, D.F. UNESCO, 2000. 4. PERRENOUD, P. Construir as competências desde a escola. Porto Alegre. Artes Médicas Sul, 1999. 5. PERRENOUD, P. Dez novas competências para ensinar . Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000. 6. PERRENOUD, P. A prática reflexiva no ofício de professor: profissionalização e razão pedagógica. Porto Alegre: Artmed, 2002. 7. PERRENOUD, P. Avaliação – da excelência à regulação das aprendizagens – entre duas lógicas. Porto alegre: Aetmed, 1999. 8. VILLAS BOAS, Benigna Maria de Freitas. Portfólio, avaliação e trabalho pedagógico. Campinas: Papirus, 2004.
9. MELLO, Maria C. de; RIBEIRO, Amélia E. do A. Competências e Habilidades – da teoria à prática. Rio de Janeiro: WAK, 2003.
Edital de Abertura de Concurso Público nº 01/2012


ESPECÍFICA PARA AUXILIAR DE CRECHE:
Os elementos do trabalho pedagógico (objetivos, conteúdos, encaminhamentos
metodológicos e avaliação escolar); Concepção de desenvolvimento humano / apropriação do conhecimento na psicologia histórico-
cultural; procedimentos adequados ao atendimento à criança de 0 a 6 anos, referente à saúde, alimentação e higiene; A brincadeira de papéis sociais e formação da personalidade. Lei 9.394/96. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Resolução CNE/CEB Nº 01, de 07/04/99 e Parecer CNE/CEB Nº 22/98 aprovado em 17/12/98. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Normas e princípios para a Educação Infantil no Sistema de Ensino de Minas Gerais. Estatuto da Criança e do Adolescente Lei nº 8.069/90 de 13/07/90.Os fundamentos filosóficos da educação. Fundamentos biológicos do desenvolvimento infantil. Psicologia do Desenvolvimento. Teorias da Aprendizagem. Implicações da Teoria de Piaget e Vygostky na Educação Infantil. Educação infantil e a inclusão. Educação Infantil e Currículo – currículo por competência. Fundamentos teóricos e metodológicos da Educação Infantil. Projeto Político Pedagógico. Educação Infantil e o brincar. Arte e literatura na Educação Infantil. Construção do número. Corporeidade e movimentos na Educação Infantil. Desenvolvimento da linguagem oral e escrita. Observação, registro e avaliação na Educação Infantil. Estatuto da Criança e do Adolescente. . Legislação Educacional. A LDB. Parâmetros curriculares nacionais para o ensino
Indicações Bibliográficas:

1. Brasil. MEC. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, volumes 1,2 e 3.
2. Brasil, MEC. A Nova LDB 9394/96 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.
3. ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE – Lei nº 8.069, de 13/07/1.990: Constituição e Legislação relacionada – São
Paulo: Cortez, 1991.
4. Constituição da República Federativa do Brasil – Capítulo III: Da Educação, da Cultura e do Desporto.
5. BRASIL. Resolução CEB 01, de 7/04/1999. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil.
6. OLIVEIRA, Z. M. et ali . Creches: crianças, faz de conta & Cia. 13ª edição, Petrópolis: Vozes, 2005.
7. OLIVEIRA, Z. M. (org.). Educação Infantil: muitos olhares. São Paulo: Cortez, 1994. 8. VILLAS BOAS, Benigna Maria de Freitas. Portfólio, avaliação e trabalho pedagógico. Campinas: Papirus, 2004.
9. MELLO,Maria Cristina e Ribeiro; AMARAL, Amélia Escotto do (org.). Competências e Habilidades: da teoria à prática. Rio de
10. MOYLES, Janet R. Só Brincar? – O papel do brincar na educação infantil. Porto Alegre: Armed, 2002. 11. LUCKESI, Cipriano Carlos. Filosofia da Educação. São Paulo. Cortez, 1.994. 12. DAVIS, Cláudia e OLIVEIRA, Zilma. Psicologia na Educação. São Paulo: Cortez, 1994. 13. KAMII, Constance. - A Criança e o Número . Campinas: Papirus, 1986. 14. FERREIRO, Emilia; TEBROSKY, A. Psicogênese da Língua escrita. Porto Alegre: Artemed, 1985. 15. PERRENOUD, Philippe. Dez Novas Competências para Ensinar. Tradução: Patrícia C. Ramos. Porto Alegre. ARTMED – Artes 16. PERRENOUD, Philippe. Avaliação – Excelência à Regulação das Aprendizagens entre duas Lógicas. Tradução: Patrícia C. Ramos. Porto Alegre. ARTMED – Artes Médicas. Sul, 2000. 17. CUNHA, Maria Antonieta A. Literatura Infantil: teoria e prática. São Paulo: Ática, 1983. 18. FERRAZ, M. Heloísa C. de T.; FUSARI, M. F. de Rezende e. Metodologia do Ensino de Artes. São Paulo: Cortez, 1993 19. STOKE, Patrícia; HARF, Ruth. Expressão corporal na pré-escola. São Paulo: Hummus, 1987. - ALVES, Gilberto Luiz. A produção da escola pública contemporânea. Editora UFMS e Autores Associados, Campinas, SP, 2001.
BRASIL. Lei 9.394 de Diretrizes e Bases para a Educação o Brasil de 20 de dezembro de 1996. ARCE, A.; MARTINS, L. M.; Quem
tem medo de ensinar na educação infantil?: em defesa do ato de ensinar. São Paulo: Alínea, 2007. ARCE, Alessandra; DUARTE,
Newton. Brincadeiras de papéis sociais na Educação Infantil. São Paulo: Xamã, 2006. LEONTIEV. A. N. O desenvolvimento do
psiquismo. Lisboa: Livros Horizontes, 1978. Capítulos: Aparecimento da consciência humana; homem e a cultura; o desenvolvimento
do psiquismo na criança. LUCKESI, Cipriano Carlos, Avaliação da aprendizagem na escola. Reelaborando conceitos e recriando
a prática. Salvador — BA, Ed. Malabares, 2005. NETTO, José Paulo; BRAZ, Marcelo. Trabalho, sociedade e valor. In: NETTO, José
Paulo; BRAZ, Marcelo. Economia Política. Uma introdução crítica. SP: Cortez, 2006. RIBEIRO, Maria Luisa Santos. História a
Educação Brasileira. A organização escolar. SP, Campinas: Autores associados, 2003. SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-
crítica: Primeiras aproximações, 5ª Ed. São Paulo, autores associados, 1995, 2003. SEED/PR. Avaliação, sociedade e escola.
Fundamentos para reflexão. (org. Lízia Helena Nagel) Curitiba, 1986. Outros Livros, apostilas e site que abrangem o programa
Leia – se:

CARGO DE NÍVEL FUNDAMENTAL - COMPLETO


AUXILIAR DE CRECHE

Edital de Abertura de Concurso Público nº 01/2012


LÍNGUA PORTUGUESA PARA TODOS OS CARGOS: Leitura e interpretação de texto. Noções gerais de gramática. Fonologia –
ortografia – acentuação gráfica – estrutura e formação de palavras – verbos: tempo, modo, emprego – substantivos:
classificação e emprego – flexão de gênero, número e grau, formação e análise – artigo – adjetivo: conceito, classificação
correspondência e locuções adjetivas, flexões – advérbios: classificação, flexão, grau – Pronomes: conceito, classificação –
estudo dos numerais – preposição – conjunções – interjeições – Sintaxe: frase, oração, período – pontuação - tipos de frases
– complementos verbais e nominais – vozes verbais – orações subordinadas – orações coordenadas – concordância verbal e
nominal – regência verbal e nominal – Problemas gerais da língua culta: grafia de palavras e expressões – crase – Derivação
prefixal e sufixal - Recursos fonológicos, morfológicos, sintáticos, semânticos.
1. CUNHA, Celso. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 2. KLEIMAN, Ângela. Texto e Leitor: Aspectos cognitivos da leitura. 3. NETO, Pasquale Cipro & INFANTE, Ulisses. Gramática da Língua Portuguesa. 5. Gramática em 44 lições - Francisco Platão Saviol i. 6. Entre outras gramáticas reconhecidas da Língua Portuguesa
A Reis e Reis Auditores Associados informa que as matérias da prova de Português não abordarão as mudanças propostas

pelo Novo Acordo Ortográfico, visto que a obrigatoriedade de sua vigência será somente a partir de 2013 conforme Decreto
6583/2008.

Decreto 6583/2008
Art. 2o Parágrafo único. A implementação do Acordo obedecerá ao período de transição de 1o de janeiro de 2009
a 31 de dezembro de 2012, durante o qual coexistirão a norma ortográfica atualmente em vigor e a nova norma estabelecida.


MATEMÁTICA PARA TODOS OS CARGOS:
Operações com números inteiros, fracionários e decimais. Conjuntos. Sistema legal de
unidades de medidas brasileira. Perímetro, área e volume das principais figuras geométricas. Regra de três simples e composta.
Porcentagem e juros simples. Equação de 1º e 2º graus. Sistema de equações. Relações métricas e trigonométricas no triângulo Indicações Bibliográficas:
1. BIANCHINI, Edwaldo E PACCOLA Herval / Vol. Único – Ed. Moderna – 1995 / São Paulo. 2. FACCHINI, Walter – Vol. Único / Ed. Saraiva – 1997 / São Paulo. 3. GIOVANNI, José Ruy – BONJORNO, José Roberto – JUNIOR José Ruy Giovanni – Matemática Fundamental / Vol. Único – Ed. FTD 4. BEZERRA, Manoel Jairo – PUTNOKI José Castro – “JOTA” / Vol. Único – Ed. Scipione – 1994. Outros livros que abrangem o programa proposto
ESPECÍFICA PARA AUXILIAR DE CRECHE: Os elementos do trabalho pedagógico (objetivos, conteúdos, encaminhamentos
metodológicos e avaliação escolar); Concepção de desenvolvimento humano / apropriação do conhecimento na psicologia histórico-
cultural; procedimentos adequados ao atendimento à criança de 0 a 6 anos, referente à saúde, alimentação e higiene; A brincadeira de papéis sociais e formação da personalidade. Lei 9.394/96. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Resolução CNE/CEB Nº 01, de 07/04/99 e Parecer CNE/CEB Nº 22/98 aprovado em 17/12/98. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Normas e princípios para a Educação Infantil no Sistema de Ensino de Minas Gerais. Estatuto da Criança e do Adolescente Lei nº 8.069/90 de 13/07/90.Os fundamentos filosóficos da educação. Fundamentos biológicos do desenvolvimento infantil. Psicologia do Desenvolvimento. Teorias da Aprendizagem. Implicações da Teoria de Piaget e Vygostky na Educação Infantil. Educação infantil e a inclusão. Educação Infantil e Currículo – currículo por competência. Fundamentos teóricos e metodológicos da Educação Infantil. Projeto Político Pedagógico. Educação Infantil e o brincar. Arte e literatura na Educação Infantil. Construção do número. Corporeidade e movimentos na Educação Infantil. Desenvolvimento da linguagem oral e escrita. Observação, registro e avaliação na Educação Infantil. Estatuto da Criança e do Adolescente. . Legislação Educacional. A LDB. Parâmetros curriculares nacionais para o ensino
Indicações Bibliográficas:

1. Brasil. MEC. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil, volumes 1,2 e 3.
2. Brasil, MEC. A Nova LDB 9394/96 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.
3. ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE – Lei nº 8.069, de 13/07/1.990: Constituição e Legislação relacionada – São
Paulo: Cortez, 1991.
4. Constituição da República Federativa do Brasil – Capítulo III: Da Educação, da Cultura e do Desporto.
5. BRASIL. Resolução CEB 01, de 7/04/1999. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil.
6. OLIVEIRA, Z. M. et ali . Creches: crianças, faz de conta & Cia. 13ª edição, Petrópolis: Vozes, 2005.
7. OLIVEIRA, Z. M. (org.). Educação Infantil: muitos olhares. São Paulo: Cortez, 1994. Edital de Abertura de Concurso Público nº 01/2012

8. VILLAS BOAS, Benigna Maria de Freitas. Portfólio, avaliação e trabalho pedagógico. Campinas: Papirus, 2004.
9. MELLO,Maria Cristina e Ribeiro; AMARAL, Amélia Escotto do (org.). Competências e Habilidades: da teoria à prática. Rio de
10. MOYLES, Janet R. Só Brincar? – O papel do brincar na educação infantil. Porto Alegre: Armed, 2002. 11. LUCKESI, Cipriano Carlos. Filosofia da Educação. São Paulo. Cortez, 1.994. 12. DAVIS, Cláudia e OLIVEIRA, Zilma. Psicologia na Educação. São Paulo: Cortez, 1994. 13. KAMII, Constance. - A Criança e o Número . Campinas: Papirus, 1986. 14. FERREIRO, Emilia; TEBROSKY, A. Psicogênese da Língua escrita. Porto Alegre: Artemed, 1985. 15. PERRENOUD, Philippe. Dez Novas Competências para Ensinar. Tradução: Patrícia C. Ramos. Porto Alegre. ARTMED – Artes 16. PERRENOUD, Philippe. Avaliação – Excelência à Regulação das Aprendizagens entre duas Lógicas. Tradução: Patrícia C. Ramos. Porto Alegre. ARTMED – Artes Médicas. Sul, 2000. 17. CUNHA, Maria Antonieta A. Literatura Infantil: teoria e prática. São Paulo: Ática, 1983. 18. FERRAZ, M. Heloísa C. de T.; FUSARI, M. F. de Rezende e. Metodologia do Ensino de Artes. São Paulo: Cortez, 1993 19. STOKE, Patrícia; HARF, Ruth. Expressão corporal na pré-escola. São Paulo: Hummus, 1987. - ALVES, Gilberto Luiz. A produção da escola pública contemporânea. Editora UFMS e Autores Associados, Campinas, SP, 2001.
BRASIL. Lei 9.394 de Diretrizes e Bases para a Educação o Brasil de 20 de dezembro de 1996. ARCE, A.; MARTINS, L. M.; Quem
tem medo de ensinar na educação infantil?: em defesa do ato de ensinar. São Paulo: Alínea, 2007. ARCE, Alessandra; DUARTE,
Newton. Brincadeiras de papéis sociais na Educação Infantil. São Paulo: Xamã, 2006. LEONTIEV. A. N. O desenvolvimento do
psiquismo. Lisboa: Livros Horizontes, 1978. Capítulos: Aparecimento da consciência humana; homem e a cultura; o desenvolvimento
do psiquismo na criança. LUCKESI, Cipriano Carlos, Avaliação da aprendizagem na escola. Reelaborando conceitos e recriando
a prática. Salvador — BA, Ed. Malabares, 2005. NETTO, José Paulo; BRAZ, Marcelo. Trabalho, sociedade e valor. In: NETTO, José
Paulo; BRAZ, Marcelo. Economia Política. Uma introdução crítica. SP: Cortez, 2006. RIBEIRO, Maria Luisa Santos. História a
Educação Brasileira. A organização escolar. SP, Campinas: Autores associados, 2003. SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-
crítica: Primeiras aproximações, 5ª Ed. São Paulo, autores associados, 1995, 2003. SEED/PR. Avaliação, sociedade e escola.
Fundamentos para reflexão. (org. Lízia Helena Nagel) Curitiba, 1986. Outros Livros, apostilas e site que abrangem o programa
proposto.
Permanecem inalteradas as demais cláusulas do edital.
Viçosa, 17 de maio de 2012
Comissão do Concurso Público
Celito Francisco Sari Coelho
Prefeito Municipal

Source: http://www.reisauditores.com.br/arquivos/anexos/8d20c4f5ceeeca244369720618ecd241.pdf

Microsoft word - gender detriments in health plan benefits.doc

Gender Detriments in Health Plan Benefits Anna C. Naples, Pharm. D. Candidate, UNC-CH Class of 2003 David Work, JD,Executive Director of the North Carolina Board of Pharmacy, Adjunct Professor at UNC-CH School of Pharmacy Anna Naples 24 Warbler Lane Durham, NC 27712 Phone 919-593-1199 Fax 919-967-5757 [email protected] Abstract The Pharmacy Board receives many calls about health

Quietfield ltd -v- cascroft contractors ltd

PDF Judgment from adjudication.co.uk Neutral Citation Number: [2006] EWHC 174 (TCC) IN THE HIGH COURT OF JUSTICE QUEEN'S BENCH DIVISION TECHNOLOGY AND CONSTRUCTION COURT MR. JUSTICE JACKSON - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Between: QUIETFIELD Claimant VASCROFT CONTRACTORS Defendant - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Tape Transcription

Copyright © 2010-2014 Medical Articles